[Resenha] Quando o amor bater à sua porta – Samanta Holtz

Continue Reading

[Resenha] An Event to Remember…or Forget – Melissa Baldwin #1livroeminglespormes

Continue Reading

[Resenha] Mais Lindo Que a Lua – Julia Quinn (Série Irmãs Lyndon #1)

Continue Reading

[Resenha] O Martelo de Thor – Rick Riordan (Série Magnus Chase e os Deuses de Asgard #2)

Continue Reading
Resenhas

[Resenha] O Natal de Poirot – Agatha Christie (Especial de Natal #2)

By on 20/12/2016

Oii, boa noite leitores!

A resenha de hoje envolve um livro da autora Agatha Christie. Sou apaixonada pela escrita e o modo com que a mesma nos envolve a cada capítulo, é impressionante como consegue sempre cativar. Fazia tempo que não lia nenhum livro dela e ao descobrir este título, não tive dúvidas que seria a oportunidade perfeita para matar a saudades 

Continue Reading

Resenhas

[Resenha] Anjos à Mesa – Debbie Macomber (Especial de Natal #1)

By on 19/12/2016

Oii, boa noite leitores!

Durante a semana vou postar resenhas envolvendo livros natalinos. Selecionei os títulos a partir de indicações de blogs e booktubers, espero que gostem 

Para começar, o lindo e angelical romance “Anjos à Mesa”, da Debbie Macomber.

Sinopse:anjos

Goodness e Mercy sabem que o trabalho de um anjo é interminável – especialmente na véspera do Ano-novo. Ao lado de seu novo aprendiz, o anjo Will, elas se preparam para entrar em ação na festa de um de ano da Times Square.

Quando Will identifica dois solitários no meio da multidão, ele decide que a meia-noite será o momento perfeito para dar aquele empurrãozinho divino de que eles precisam para acabar com a solidão. Então, por “acidente”, Lucie Ferrara e Aren Fairchild esbarram-se no meio da alegria da festa, mas, assim como se aproximam, acabam se perdendo: um encontro marcado que não acontece os afasta pelo resto da vida. Ou será que não?

Um ano depois, Lucie é a chef de um novo e aclamado restaurante, e Aren é um colunista de sucesso em um grande jornal de Nova York. Durante todo o ano que passou, os dois não se esqueceram daquela noite. Shirley, Goodness, Mercy e Will também não se esqueceram do casal… Para uni-los novamente, os anjos vão usar uma receita antiga e certeira: amor verdadeiro mais uma segunda chance (e uma boa dose de confusão), para criar um inesquecível milagre de Natal.

Shirley, Goodness e Mercy são embaixadoras da oração e possuem a função de atender os pedidos repassados pelo anjo superior Gabriel. Elas ensinam os humanos a conviver e resolver seus problemas e segundo as diretrizes, não devem de maneira alguma interferir diretamente na vida dos mesmos.

“— É engraçado. Alguns humanos são guerreiros da oração e há outros que só oram quando estão desesperados ou precisando muito de intervenção divina. Só assim eles gritam insistentemente para Deus em busca de ajuda.”

Apesar de serem boas no que fazem, as embaixadoras às vezes se empolgam e acabam cometendo pequenas gafes. Como atualmente são mentoras do anjo William, decidem descer até a Terra, mais precisamente, Nova York para que o mesmo possa ver com os próprios olhos como tudo funciona e conhecer os humanos.

William se surpreende com a vida na Terra e em um momento que as embaixadoras estão distraídas, acaba unindo Lucie Ferrara e Aren Fairchild por achar que ambos estão tristes.

Lucie perdeu o pai há pouco tempo e junto com sua mãe está começando a organizar e montar um restaurante, ela sempre teve este sonho e trabalha muito para que tudo saia como o planejado. Aren está chegando em Nova York agora e foi indicado por um amigo para uma vaga na Gazeta de Nova York.

Assim que o casal se esbarra, algo mágico acontece, eles mutuamente se sentem atraídos e no embalo da virada do ano acabam se beijando e resolvem se conhecer melhor. Depois de algumas horas repletas de palavras soltas e cafés, se despedem e concordam que tudo aconteceu de forma muito rápida e para terem a certeza de que não é somente um encontro passageiro, decidem dar um tempo de uma semana. Se depois deste período, acharem que realmente o que possuem pode sim acabar em um relacionamento, devem se encontrar no topo do Empire State, às 16h.

Segundo os planos de Deus, o casal realmente estava destinado a ficar junto, porém, ainda não era o momento e por isto, o casal acaba não se reencontrando. Depois de onze meses e muitas orações de Wendy, mãe de Lucie, Gabriel chama os quatro anjos  e os avisa que devem resolver toda a situação.

“Cozinhar era uma experiência emocional, e Lucie achava mais fácil expressar seus sentimentos por meio da comida do que através das palavras.”

“- Meu Deus, Lucie Ann, você ainda não sabe que se apaixonar nunca é inconveniente?”

“Como eu disse, não há um calendário exato para encontrar a pessoa certa. Você não faz 21 anos e imediatamente conhece o homem dos seus sonhos. Acontece quando tem que acontecer.”

Eu li este livro duas vezes em menos de um mês e fiquei apaixonada pelo enredo, sabe aquele romance que aquece o coração?! Às vezes sinto que preciso de histórias assim, que possuem o simples papel de arrancar sorrisos bobos, hihi. Os anjos são tão atrapalhados que fica difícil não se divertir durante a leitura. O romance entre Lucie e Aren tinha tudo para ser clichê e no entanto ficou longe disso. Além da história principal, ainda conhecemos um pouco sobre a irmã de Aren e a mãe de Lucie, duas personagens fundamentais para o desfecho perfeito, hehe  🙂

Ao finalizar o livro, fui pesquisar mais sobre a autora e suas obras e acabei descobrindo que “Anjos à Mesa” na verdade é o sétimo livro de uma série chamada “Angels Everywhere”. Felizmente é uma daquelas séries onde não é necessário que a leitura seja realizada em sequência. Torço muito para que os demais títulos sejam lançados no Brasil.

Boa leitura, beijos!

Continue Reading

Resenhas

[Resenha] Para todos os garotos que já amei – Jenny Han (Série Para todos os garotos que já amei #1)

By on 01/04/2016

Oii, boa tarde leitores!

O livro escolhido do mês de Março do Book Club foi “Para todos os garotos que já amei”, da Jenny Han. Eu já havia lido ano passado, mas faz tanto tempo que resolvi reler e atualizar o post.

Lara Jean mora com seu pai e suas duas irmãs, ela tem que lidar a morte recente de sua mãe e agora que sua irmã mais velha Margot irá para a Escócia para estudar, ela será responsável pela casa e por cuidar da irmã caçula Kitty.

Lara mantem ao longo dos anos o costume de escrever cartas de amor, mas não são meros textos, são textos que descrevem sobre tudo o que sente/sentia a respeito de velhos amores. A jovem as escreve para se libertar do sentimento e poder falar sobre tudo que não teria coragem de falar ao vivo, tantos pontos positivos como negativos. Quando ela escreve, o faz para si, por isso guarda todas as cartas muito bem em uma caixa azul petróleo que ganhou de sua mãe para que ninguém as leia e também para que os destinatários nunca saibam da existência.
Até que um dia, essas cartas são enviadas, Lara não sabe quem pode ter feito isso e o que fazer para reverter, já que são verdadeiras declarações e descrições sobre o que pensa sobre os meninos. O mais difícil é que sua irmã conselheira/confidente está distante e além disso uma das cartas enviadas era sobre o ex da mesma, portanto ela não pode contar a verdade, tendo assim que manter a história em segredo e fingir que nada está acontecendo.

Josh, o ex-namorado da irmã assim que recebe a carta fica surpreso com o que está escrito e quer conversar com Lara a respeito, mas a mesma se sente envergonhada e para distrair a atenção acaba se envolvendo com Peter, um dos meninos que ela um dia também havia se apaixonado.

Dessa maneira, Lara Jean e Peter vão se conhecendo melhor e aos poucos vão descobrindo que fingir um relacionamento para os outros é fácil, o difícil é enganar o coração.

“Você sabe como é gostar tanto de alguém que é insuportável saber que essa pessoa nunca vai sentir a mesma coisa por você? Provavelmente não. Pessoas como você não precisam sofrer por esse tipo de coisa.”

“Quando uma pessoa fica longe muito tempo, você começa a guardar na memória todas as coisas que quer contar. Tenta manter tudo organizado na cabeça. Mas é como tentar segurar um punhado de areia: os grãos mais finos escapam da mão, e, de repente, você só está segurando ar e brita. É por isso que não se pode tentar guardar tudo assim.
Porque, na hora em que finalmente elas se reencontram, acabam colocando em dia as coisas importantes, porque dá muito trabalho contar os pormenores. Mas são os detalhes que compõem a vida.”

“— Você só gosta de caras com quem não tem chances, porque tem medo. Do que você tem tanto medo?
Eu me afasto dele até encostar na parede.
— Não tenho medo de nada.
— Até parece. Você prefere criar uma versão idealizada de alguém na sua mente a ficar com a pessoa de verdade.”

“Se você fosse meu, eu nunca teria terminado com você, nem em um milhão de anos.”

Um livro incrível, a história conta sobre algo que poderia ocorrer com qualquer pessoa, é só imaginar que ao invés de cartas, as conversas de celular ou as mantidas através de redes sociais com seus confidentes poderiam ser expostas e mandadas para cada pessoa comentada, seria assustador. Eu recomendo a todos, é uma leitura rápida e bem tranquila e o melhor é que tem continuação, inclusive já terminei e devo postar a resenha no final de semana.

Boa leitura, beijos!

Continue Reading

Resenhas

[Resenha] Friend-Zoned – Belle Aurora

By on 08/03/2016

Oii, boa tarde leitores!

Começando a semana com resenha ilustrada, siiiim, minha inspiração voltou e estou muito feliz com isso, nada como comemorar postando novas ilustrações. Além disso não posso deixar de mencionar que a resenha de hoje é especial para todas as leitoras, um Feliz Dia das Mulheres para todas nós!

O livro de hoje é um romance com alguns toques mais quentes, gosto de alertar logo no início para que ninguém seja surpreendido. Indico para os leitores acima de 18 anos. Esse título me foi indicado por uma amiga e chegou na hora certa, estava precisando de um romance.

Continue Reading