Resenhas

[Resenha] O Bosque de Faias – Amanda Bonatti (Série O Bosque de Faias #1)

16/02/2019

Olá, boa noite leitores!

A resenha de hoje envolve o livro O Bosque de Faias, de Amanda Bonatti. O título é o primeiro da série O Bosque de Faias, composta por dois livros.

Páginas: 490O bosque de faias (Coleção Romances de época Livro 1) por [Bonatti, Amanda]

Comprar

Sinopse:

Joana é uma jovem francesa do século XIX, criada no seio de uma família pertencente à burguesia. Seu pai, Frederico Hour, é proprietário de algumas terras da região, e embora a família viva confortavelmente, ele busca através do casamento das filhas, uma maior posição social.
No entanto, Joana, a sua filha mais velha, se recusa a aceitar qualquer casamento arranjado. Ela anseia por sua liberdade em escolher seu par e também sobre o momento em que isso irá ocorrer. Porém em uma época em que os pais ditavam as regras e firmavam acordos nupciais unicamente baseados em dotes e interesses, ela precisará usar de toda a sua força e rebeldia para alcançar o que quer.
Vivendo sempre em conflito com a família e com a irmãs (que anseiam pelo casamento da irmã mais velha para que também possa chegar a vez delas), Joana vai constantemente até o bosque de faias, onde refugia-se para ler, pensar, ou simplesmente fugir daquela pressão em que vive na sua casa.
Se de um lado o coração de Joana clamará para que abandone o orgulho e dê uma chance para o amor; por outro lado, a dúvida, pressão e as conveniências sociais a empurrarão cada vez mais para um casamento sem amor.
O bosque de faias é um romance forte, que além de contar uma linda história de amor, resgata uma época histórica e todas as questões sociais da burguesia francesa no século XIX.

Dia 27/01/2019 13:37

Comecei a ler e já senti um quê de Orgulho e Preconceito, uma das minhas obras favoritas da vida. Como não se empolgar?! HIHI

Joana Hour não deseja se casar, no auge de seus vinte dois anos é obrigada a ouvir de sua família que está quase ficando ultrapassada. Filha mais velha, infelizmente sabe que terá que aceitar mais cedo ou mais tarde, se não por si, pelas suas irmãs, pois caso contrário, elas não poderão aceitar nenhum pedido. A famosa convenção social.

Destino ou uma mera coincidência, a jovem acaba conhecendo Philip Motier, ou pelo menos é o que imagina inicialmente. O encontro acontece justamente no seu lugar preferido, o refúgio para os noivados armados; para a leitura tranquila e também para os momentos de reflexão.

Alexandre Franz acaba de chegar a cidade com a missão de organizar tudo para a chegada de seu grande amigo, quase irmão, Philip Motier. O último decide reunir todos da cidade para um baile de máscaras e deixa a cargo de seu amigo íntimo, todos os preparativos. Em uma das visitas, ocorre um mal-entendido e Franz é confundido com outra pessoa.

— O mal não está na riqueza do homem, mas sim em esta ser a principal razão da paixão repentina de muitas moças…

 

Dia 03/02/2019 11:25

Quando Philip chega à cidade, Alexandre se sente receoso, pois sabe que precisa contar não somente a ele acerca de um equívoco, como também para a família de Joana. E só de pensar em contar para a jovem e ela não perdoá-lo, se sente inquieto.

— Quero lhe pedir algo — continuou a falar. — Peço que a senhorita jamais esqueça de como estou agora em sua frente, rendido em meus sentimentos, mostrando-me como realmente sou. Não se esqueça de que agora me conhece verdadeiramente, pois sabe o que existe dentro do meu coração. Esse é quem eu sou. Nada em mim exala mais verdade do que esta minha declaração. Eu a amo profundamente, senhorita.

🌲

— Melhor assim, não é? Agora papai não me imporá outro casamento sem meu consentimento e terá mais cuidado em quem confia — Joana disse circunspecta.

— Eu não sei, Joana. Não acho que deva se fechar ainda mais para os sentimentos verdadeiros.

 

Dia 06/02/2019 16:30

— Falar sobre nossos próprios sentimentos parece sempre uma tortura. — Mas o que torturava mesmo Joana era a sua teimosia, seu orgulho, e não o constrangimento ou insegurança — disse pensativa, avaliando também os seus próprios sentimentos.

— Imagine as loucuras que poderíamos cometer, não fosse o receio, a meditação… Talvez alguns precisem de um pouco mais de tempo para ter coragem… — exprimiu-se verdadeiramente. O coração de Patric aqueceu-se como uma chama no meio da neve, mas seu suspiro baixo não chegou aos ouvidos de Rebecca.

Dia 09/02/2019 22:30

Depois de tantos desencontros; mentiras; paixões não correspondidas; novos amores, uma protagonista teimosa e com um doce coração; um mocinho insistente e adorável; um personagem ora vilão, ora mocinho e muitos outros conflitos, tanto Joana como Alexandre precisarão lutar muito para que um sentimento até então adormecido, possa encontrar seu lugar e resultar para ambos um belo futuro.

Eu ainda não confessei isso, mas a senhorita é a moça mais irritada e adorável que já conheci, e eu a amei desde o primeiro momento.

— Você me considerou irritada e antipática — recordou ela. — E eu o considerei atrevido e insolente — riu. 

🌲

O abraço é sempre a melhor forma de expressar sentimentos quando as palavras parecerem difíceis de serem pronunciadas. Foi num abraço que selaram tudo o que tinham de mais bonito.

Que história mais encantadora! Um clichê leve e perfeito para quem adora romances de época e/ou está procurando por um enredo fluido e apaixonante! Adorei a construção de uma protagonista forte e contrária as ideias ultrapassadas da época. O único ponto que penso que devo mencionar que foi bem significativo para que eu pudesse construir a união de ideias desta resenha, é com relação a algumas situações que imaginei que terminaria de forma bem distinta, que haveria conflitos mais intensos, mas compreendo que talvez se tivesse sido exposto de outra forma, fugiria do contexto leve que a autora quis passar a seus leitores. É sempre bom poder ler uma obra que resgata elementos desenvolvidos por Jane Austen.

Por fim, pude me identificar com Joana e sua personalidade forte! Ora torci para que ficasse com um mocinho, ora com outro (talvez não tanto um mocinho, não é mesmo!? HAHA) e confesso até mesmo que cheguei a pensar que poderia ficar sozinha. Curioso para saber qual foi o desfecho da personagem?

Corra já para a Amazon e adquira seu exemplar!

Pretendo ler em breve a continuação “Um Amor para Johan”!

Boa leitura, beijos!