Séries/Filmes

Precisamos falar de “The Bold Type”²

27/01/2019

Olá, boa noite leitores!

Há tempos que estou querendo assistir a segunda temporada de The Bold Type e ficava adiando, ora pelos estudos, ora pelo sono, mas enfim, tomei coragem, comecei e como já era esperado, finalizei completamente apaixonada. Sabe aquela série que cativa e inspira? É exatamente isso que está propicia. Três jovens com carreiras distintas que juntas lutam diariamente com seus medos, compartilham sorrisos, situações e mais, estão sempre a disposição para resolver o que quer que as estejam confrontando e/ou receando.

Jane está em um novo emprego e começa a perceber que talvez não tenha feito a melhor escolha. Acostumada com um tipo de liberdade envolvendo sua escrita, ela passa a compreender que nessa nova revista a dona reformula o significado de “escreva o que deseja” da maneira que melhor lhe convém.

Kat, diretora de mídia da revista Scarlet retorna de suas férias com Adena e ambas começam a aprender que um relacionamento vai muito além do que possuem atualmente e que simples conversas podem aquecer e transformar o que sentem.

Sutton está arrasando como assistente, no entanto é surpreendida com boatos envolvendo sua pessoa. Cansada de ser julgada, acaba deixando de lado seu relacionamento com Richard, pois apesar de ser protegida agora de acordo com a lei, não acha que sua reputação sobreviverá. Não somente toma esta atitude como também se impõe, pois sabe que sempre é a escolhida devido ao seu talento e destreza.

Decisões como ter filhos quando se tem apenas vinte e poucos anos, descobrir e explorar uma sexualidade até então recente, ter criatividade para realizar o melhor trabalho, lidar com separações, reencontros e viagens inesperadas são apenas alguns dos dramas que as amigas precisam enfrentar nesta nova temporada.

Aquela trilha sonora envolvente… aperta no play e aproveita! 🥰

Que série gostosa de assistir. Ela é tão real, mostra muito bem os pontos altos e baixos de profissões que aparentemente são feitas somente de bons momentos. O ponto chave compreende a amizade, o feminismo disseminado e assuntos que normalmente são tratados como tabu sendo explorados de uma maneira bem natural. Assim como na primeira temporada, as personagens arrasam nos looks, looks estes repletos de atitude que combinam perfeitamente com suas personalidades marcantes e não há como não se identificar com algumas das características dessas mulheres tão empoderadas!

Se estou aguardando ansiosamente por uma terceira temporada? Com certeza!

Por fim, coincidência ou não, estou revendo este programa maravilhoso no mês de janeiro e siiim, maratonei em apenas dois dias, haha!

Ainda não conhecia a série e ficou curioso para mais acerca da primeira temporada? Corra já ler o post que fiz, tenho certeza que ficará ainda mais atraído e se jogará nos episódios!

Boa leitura, boa série, beijos!