Sinopses

Lançamentos de Novembro da Editora Rocco

10/11/2018

Novembro chegou e com ele os inúmeros lançamentos da Editora Rocco. São títulos dos mais diversos gêneros que atendem os mais diversos públicos!

Um Cartão para Você – Pedro

Páginas: 288

Lançamento: 08/11/2018

Comprar (Amazon)

Um livro feito à mão, e ‘com todo amor do mundo’, como destaca logo nas primeiras páginas o autor e instagramer Pedro. A voz por trás da bem-sucedida página Um Cartão, com quase dois milhões de seguidores no Instagram, e do livro de mesmo título, Pedro reúne agora frases inéditas e inspiradoras, capazes de tornar a rotina de quem as lê mais leve e emocionante, e adiciona a elas espaço para o leitor inserir suas próprias pitacos sobre amor e autoconhecimento. Com cartões destacáveis, prontos para serem assinados e enviados, e outros com uma ideia a ser completada pelo leitor, como ele bem entender, Um cartão para você é o livro-presente perfeito para quem quer compartilhar amor, em qualquer ocasião ou época do ano.

Que lançamento mais amor!

Sigo o Instagram e me encanto com a simplicidade e muitas vezes profundidade das mensagens! Adorável e singular a ideia dos cartões destacáveis, penso que é um ótimo presente!

 

 O mistério do pau oco – Míriam Leitão

Páginas: 244

Lançamento: 08/11/2018

Ilustração: Carla Pilla

Comprar (Amazon)

Durante as férias na fazenda dos avós, os primos Mariana, Daniel, Manuela e Isabel decidem explorar a mata sozinhos, contrariando os conselhos da avó. O quarteto acaba perdido e decide fazer um piquenique embaixo de um pau oco para descansar. Mas a árvore não está tão morta assim, afinal, ela faz um barulho misterioso, barulho que só criança consegue ouvir…

E agora? O que tem dentro do pau oco? E como os primos conseguirão resolver esse mistério se seus avós querem cortar a antiga árvore?

Em uma aventura repleta de fantasia, Míriam Leitão mostra a importância da valorização do meio ambiente e conta a história de como uma árvore morta pode abrigar a vida, trazendo uma mensagem de esperança e renovação.

 

 Lá não existe lá – Tommy Orange

Páginas: 304

Lançamento: 09/11/2018

Tradução: Ismar Tirelli

Comprar (Amazon)

Um romance poderoso e inovador, que entrelaça um conjunto de vozes nativas americanas em uma narrativa polifônica sobre família, perda, identidade e poder, derrubando estereótipos sobre a literatura e a experiência dos nativos americanos nas cidades.

Jacquie Red Feather e sua irmã Opal cresceram juntas, confiando uma na outra durante sua infância instável. Já adultas, tornaram-se distantes, mas Jacquie, que ficou sóbria há pouco tempo, está tentando voltar para a família que abandonou, envergonhada. É por isso que ela está lá.

Opal Viola Victoria Bear Shield veio ver o sobrinho Orvil, que aprendeu por conta própria danças indígenas tradicionais através de vídeos no YouTube e se apresentará em público pela primeira vez.

Dene Oxendene está tentando reorganizar sua vida após a morte do tio e pretende honrar sua memória ao produzir por conta própria um vídeo sobre a comunidade indígena da Califórnia durante o evento.

Edwin Black está lá na esperança de conhecer seu verdadeiro pai, o mestre de cerimônias do evento.

Todos eles estão lá para a celebração cultural que é o Grande Powwow de Oakland.

Mas Tony Loneman também está lá. E Tony chegou ao Powwow com intenções mais sombrias.

Lá não existe lá é uma história multigeracional sobre violência e recuperação, memória e identidade nativa, a beleza e o desespero trançados à história de uma nação e seu povo.

 

 O Ano do Diluvio – Margaret Atwood

Páginas: 572

Lançamento: 15/11/2018

Tradução: Marcia Frazão

Comprar (Amazon)

Pensamentos uniformes, comportamentos programados, regimes de exceção, controle social, experiências genéticas e a luta por uma sobrevivência cada vez mais em risco pelo desrespeito à natureza estão em O ano do dilúvio, romance pós-apocalíptico da canadense Margaret Atwood. Se todos os elementos de uma distopia estão encadeados na surpreendente trama criada pela celebrada escritora, o futuro em que a história se situa não parece tão distante da atualidade. É nessa época em que uma seita cultua a defesa ambientalista com fervor religioso, resistindo a uma ordem social que preza o conforto e a tecnologia, que os personagens criados por Atwood tentam mudar o mundo – ou apenas sobreviver nele.

Tenho uma certa curiosidade para conhecer as obras de Atwood, imagino que são bem intensas, mas acredito que são histórias assim que pouco a pouco vão nos formando e nos fazendo refletir acerca da sociedade e vida como um todo.

 

 Almas Divididas – Toby Clements (Série Kingmaker #3)

Páginas: 400

Lançamento: 16/11/2018

Tradução: Geni Hirata

Comprar (Amazon)

O ano é 1469, século XV. A guerra entre a Casa de York e a Casa de Lancaster parece ter finalmente chegado ao fim.

O rei Eduardo, de York, ocupa seu trono em Westminster, enquanto os lancasterianos estão no exílio, ou trancafiados na Torre de Londres. Mas há uma discórdia na família de York: o conde de Warwick conspira contra o rei. Boatos e intrigas começam a atravessar os salões; tumultos e rebeliões eclodem novamente pelo reino. Thomas e Katherine, agora pais do pequeno Rufus, voltaram para Marton Hall, a única casa que lhes abrigou de fato. Mas logo eles são forçados a pegar em armas e lutar num dos mais selvagens conflitos da história – a Guerra das Rosas.

Terceiro título da trilogia Kingmaker, Almas divididas é um romance histórico brutal e hipnótico, capaz de prender o mais exigente dos leitores.

 

 Chuva Clara – Adriana Cerdeira

Páginas: 32

Lançamento: 16/11/2018

Ilustração: Anielizabeth

Comprar (Amazon)

Clara é uma menina de sete anos que adora brincar nas poças de água, sujar os pés de lama. A mãe de Clara, no entanto, não gosta tanto assim de chuva. Ela tem medo de resfriado e de vento gelado. Agora, a chuva está prestes a atrapalhar a realização da festa de aniversário da Clara – o que fazer agora? Embarcar no universo da infância e na magia da chuva? Ou cancelar a comemoração? Livro de estreia da psicanalista Adriana Cerdeira Gutman, Chuva clara narra o encontro de dois mundos tão diferentes – o das crianças e dos adultos – e mostra o quão rica e incrível pode ser essa troca.

 

 A Fogueira Das Vaidades – Tom Wolfe

Páginas: 592

Lançamento: 21/11/2018

Tradução: Lia Wyler

Comprar (Amazon)

Romance que colocou Tom Wolfe no primeiro time dos grandes romancistas do século XX e que permaneceu por mais de um ano na lista dos mais vendidos do The New York Times, A fogueira das vaidades retorna às livrarias do país em nova edição com capa dura. No livro, Wolfe expõe as consequências do atropelamento de um jovem negro na vida de Sherman McCoy, um yuppie de Wall Street que entra por engano no Bronx e, por medo de um assalto depois que o pneu do carro fura, atropela um dos jovens e foge. Síntese de uma época, A fogueira das vaidades narra o colapso de um investidor de Wall Street, e escrutina um mundo onde fortunas são feitas e perdidas num piscar de olhos. O livro é o primeiro de uma série de sete títulos de Wolfe a voltar às prateleiras no Brasil.

 

 A República Dos Editores – Adriano Silva

Páginas: 464

Lançamento: 21/11/2018

Comprar (Amazon)

Reinvenção era substantivo ainda fora de uso quando Adriano Silva, recém-formado em Comunicação, com ênfase em Publicidade, decidiu que trabalharia com negócios e partiu para cursar um MBA em administração no Japão. Foi lá que começou a escrever artigos sobre economia, oferecendo textos para revistas da editora Abril. Acabou recebendo um convite para trabalhar como executivo de marketing do Grupo, até se tornar o nome por trás da incrível reestruturação de veículos como a Superinteressante, a segunda publicação mais vendida à época, atrás apenas da Veja, em um dos períodos mais bem-sucedidos do jornalismo da Abril. Os bastidores de uma década de atuação em um dos mais influentes grupos de comunicação do país estão em A República dos Editores, terceiro livro de Adriano Silva publicado pela Rocco.

Quero muito conhecer esse livro! Adoro essa temática!

 

 Para Sempre Perdida – Amy Gentry

Páginas: 304

Lançamento: 21/11/2018

Tradução: Geni Hirata

Comprar (Amazon)

Transcorridos oito anos de seu sequestro, Julie Whitaker retorna subitamente para casa. A família, ainda que petrificada pela tragédia, se manteve unida e esperou muito por esse momento. Para Anna, no entanto, a volta da filha ao lar desperta mais questões do que respostas, mais dúvidas do que conforto. Ao notar incoerências no discurso da filha, Anna conclui que o seu pesadelo está apenas começando: ela suspeita da identidade da jovem, duvida de seus relatos e conclui que precisa descobrir a verdade sobre o sequestro da filha a qualquer custo. Para sempre perdida é uma estreia de fôlego, que escancara os estragos da violência física e psicológica na vida de uma família, conduzida com maestria pela norte-americana Amy Gentry.

Estes foram os lançamentos divulgados pela editora, gostaram e/ou estão aguardando por algum em especial? Me contem nos comentários!

Boa leitura, beijos!