Resenhas

[Resenha] O Martelo de Thor – Rick Riordan (Série Magnus Chase e os Deuses de Asgard #2)

04/02/2018

Olá, boa noite leitores!

A resenha de hoje envolve o livro O Martelo de Thor, o segundo livro da série Magnus Chase e os Deuses de Asgard. Eu demorei muito para finalizar a leitura deste livro e os motivos são inúmeros, contudo não me sinto confortável para mencioná-los, mas o que acho importante ressaltar é que nenhum deles é relacionado ao fato da história não ser envolvente, pelo contrário, é um livro incrível que me arrancou boas gargalhadas! Para quem ainda não leu o primeiro livro, eu recomendo que leia apenas os trechos, o que achei e veja as fotos e detalhes de diagramação, pois haverá pequenos spoilers do primeiro livro, hihi!

Mjölnir, o martelo de Thor, continua desaparecido e como o próprio não pode procurar simplesmente para não exaltar o desaparecimento de um artefato tão poderoso, ele pede ajuda para Magnus. Magnus quando está prestes a conhecer alguém que pode lhe apresentar pistas, o mesmo é morto. Diante de tal situação, ele procura Sam para investigar e estranha o comportamento da valquíria, pois além dela aparentar extremo cansaço, ainda apresenta machucados no rosto. Posteriormente ele descobre que Alex, o irmão da mesma, está para chegar ao hotel Valhala e junto a esta notícia descobre também que a jovem se casará e o mais intrigante é que não será com quem ela havia planejado, mas sim com um terrível gigante. Loki, o pai de Sam e Alex, está aprisionado em um lugar desconhecido por todos e mesmo distante arquiteta um plano para casar sua filha com um gigante. O intuito? Ficar com o martelo de Thor, martelo este que em mãos erradas pode iniciar o Ragnarök e acabar de vez com a segurança de Midgard, o mundo humano.

Com a ajuda de Sam, Hearthstone e suas runas; Blitzen, o anão mais estiloso e perspicaz; Jacquez, a espada que ama uma música pop; os amigos de Valhala; alguns deuses e Alex, que possui um gênero fluído, ou seja, ora se identifica melhor como sendo do gênero feminino, ora gênero masculino e que além de conseguir resistir as vontades de seu pai, também consegue se metamorfosear, Magnus lutará com todas as suas armas e forças para encontrar o martelo perdido e poder enfim, evitar o casamento de sua amiga e a destruição dos mundos.

Eu amei este livro! Ele é tão bom e/ou melhor que o primeiro! Com o já tão conhecido bom humor, o autor sabe como cativar o leitor do começo ao fim do enredo, enredo este repleto de mistério, ação, aventura e muita amizade, que inclusive penso que é um dos pontos fortes! No decorrer da história somos apresentados a inúmeros nomes e situações e é tudo tão bem descrito que não houve um momento sequer que me senti confusa, pelo contrário, foi uma ótima maneira de se adquirir conhecimento acerca da mitologia nórdica de uma forma simples, fluida e de certa forma rápida!

No primeiro livro, Magnus encontra rapidamente com sua prima Annabeth e neste a mesma também possui uma breve participação, contudo sinto que no último livro ela terá uma ainda maior e mais importante!

Gostei muito de conhecer um pouco mais do passado de Hearthstone, um personagem que sofreu muito durante a infância com a perda do irmão e que mesmo assim sempre está presente e nunca manifesta sequer uma dúvida quando o assunto envolve ajudar os amigos.

Inicialmente não gostei de Alex, fiquei muito desconfiada das reais intenções e confesso que ainda estou um pouquinho, haha, contudo estou me afeiçoando aos poucos e tentando compreender esse seu jeito introvertido. Quero aproveitar para mencionar o quão maravilhosa foi a maneira com que o tio Rick abordou acerca do gênero fluido, foi tão natural que agregou muito mais valor ao personagem!

Por fim e não menos importante, preciso muito comentar o quanto amei os títulos dos capítulos! Os mesmos ora intrigam o leitor, ora os divertem e permitem a criação de uma expectativa do que será encontrado nas próximas linhas.

Quotes ⚔️

Diagramação ⚔️

A arte de capa assim como o do primeiro livro possui um belo contraste de cores e as fontes em alto relevo proporcionam um quê a mais! As  folhas são amareladas e as fontes utilizadas internamente possuem um tamanho bom que permitem ao leitor uma leitura confortável. A edição possui orelhas e nas páginas finais um glossário, o nome dos nove mundos e o nome das runas, sendo o último por ordem de aparição.

A série é composta por três livros e um guia. Estou super empolgada para conhecer o desfecho e as curiosidades acerca do hotel Valhala! Eu recomendo este livro fortemente para quem quer uma leitura divertida, interessante e envolvente!  

Boa leitura, beijos!