Resenhas

[Resenha] Indicação Amazon: Um Cocheiro em Paris – Chirlei Wandekoken (Série O Quarteto do Norte #3)

30/10/2017

Olá, boa noite leitores!

Hoje venho compartilhar com vocês minha opinião acerca do livro Um Cocheiro em Paris, o terceiro da série O Quarteto do Norte, da autora Chirlei Wandekoken.

Páginas: 86

Quando o duque de Belvoir teve que sair às pressas da casa de Juliette Drouet, a amante de Victor Hugo, para não ser pego em flagrante pelo próprio escritor, sua única alternativa foi dirigir a própria carruagem pelas vielas de Paris. O que ele não esperava, contudo, era que tivesse que socorrer uma dama que acabara de chegar à cidade. A carruagem do Hôtel de Ville, que fora buscá-la no porto, havia quebrado um eixo e ele passava no exato momento do acidente. Não teve alternativa senão esconder a sua identidade, pois a jovem estava acompanhada justamente da ordinária baronesa viúva de Patchetts, uma antiga vizinha do duque seu pai, no Norte da Inglaterra. Tudo o que ele — o duque inglês bastardo — não podia, naquele momento, era ser reconhecido. Assim, apresentou-se como o cocheiro do conde Filippo Raspail e prestou socorro às damas.
Fruto da relação de um poderoso duque inglês, que não tivera filhos no casamento, com uma cortesã francesa, Belvoir — assumido pelo pai — vivia uma vida desregrada em Paris. Embora na juventude tivesse tido certa proteção moral por parte dos amigos, o duque de Prudhoe e o conde de Northumberland, sofrera muita rejeição da aristocracia britânica, sendo chamado de ‘lorde bastardo’. Por isso, tinha convicção absoluta de que nunca se casaria com a filha de nenhum deles. Belvior só não contava que Harriet Neville, a lady que socorrera, se apaixonaria de verdade por ele, mesmo achando que fosse um humilde cocheiro.

——  ——

Em Um Cocheiro em Paris, conhecemos a história de Lorde Belvoir e Lady Harriet Neville, personagens que foram citados anteriormente em outras obras de O Quarteto do Norte.

Uma história de amor envolvendo um cocheiro francês (ou quase isso) e uma jovem inglesa.

Belvoir, um jovem inglês, acaba se mudando para Paris em busca de um pouco de sossego, o mesmo se cansa de ser chamado e conhecido por todos como lorde bastardo. Ele recebe esse nome devido ao relacionamento de seu pai, um importante duque inglês, com sua mãe, uma bela cortesão francesa. Devido a tal  escândalo, ele acaba sendo atingido e por este motivo decide que jamais se envolverá com uma jovem inglesa, principalmente as mais belas e filhas de importantes famílias inglesas.

Harriet Neville desde nova já sabe que terá que se casar com o conde de Northumberland, seu primo e se o mesmo ainda lhe desse alguma atenção ela até poderia se sentir minimamente feliz, contudo a situação é bem diferente, o rapaz sequer se importa com ela e por vezes já lhe ignorou e foi indelicado. Apesar do acordo, o conde possui outros planos e apenas enrola a jovem e ela por estar ficando mais velha, sabe que logo não conseguirá mais arrumar casamento.

Em uma viagem a Paris quando estão se dirigindo para o hotel, Lady Neville e sua tia se acidentam, a carruagem em que estão se vira e quem vem ao socorro é ninguém mais, ninguém menos que Belvoir. O problema é que ele reconhece a senhora e com medo dela reconhecê-lo decide se disfarçar de cocheiro.

Entre mentiras, passados conturbados e o não cumprimento de um acordo de casamento, Lady Neville lutará pela sua felicidade, mesmo que para isso tenha que enfrentar sua família e Belvoir lutará primeiramente com seu coração e se necessário com a sociedade.

Quote 

“– Mas, vou sofrer – ela protestou.

– A causa do sofrimento está na expectativa, no medo. Apenas viva este momento.

– Não, a causa do sofrimento está no apego, está em querer que dure para sempre o que não foi feito para durar. ” (Kindle 282-285).

Ao contrário dos livros anteriores, dessa vez não me senti tão envolvida pelo enredo. Apesar da história central ser interessante, sim, eu estava super curiosa para saber mais sobre o tal Lorde Belvoir e sua vida, ainda mais depois do mesmo ter sido mencionado em um livro anterior de forma tão rápida, senti que faltou um quê a mais. Infelizmente o título possui muitos trechos repetidos, trechos estes que foram retirados das obras anteriores e que entendo o porquê, mas confesso que esperava mais, ainda mais que são poucas páginas, senti que ficou um pouquinho cansativo.

É claro que não posso deixar de mencionar também os pontos positivos. Fiquei muito feliz em saber mais acerca da vida de Harriet, confesso que não achava a mesma uma personagem tão interessante e ao conhecê-la melhor me surpreendi e compreendi seu jeito. Eu passei o romance todo com uma ideia fixa sobre a mesma e ao chegar próximo do desfecho fiquei sem palavras, a autora conta um fato do passado da jovem que faz tudo mudar. Foi chocante!

Mal posso esperar para ler a continuação! Em Fronteira da Paz, conhecemos a história de Lady Leanah e Lorde Robert Percy.

Gostou? Compre já seu eBook por apenas R$7,99 ou leia gratuitamente via Kindle Unlimited.

Boa leitura, beijos! ♥