Resenhas

[Resenha] Obsidiana – Jennifer L. Armentrout (Saga Lux #1)

01/08/2016

Olá, boa tarde leitores!

A resenha de hoje envolve o livro Obsidiana, o segundo que recebi em parceria com a Editora Valentina.
Já tinha lido algumas resenhas e fiquei curiosa por se tratar de um livro cujo um dos personagens principais é um alienígena, nunca li nada tão específico e tive aquele receio de achar que por se tratar de um ser assim, conheceria um “homenzinho” verde, baixinho e com uma face bizarra, rs.
Bem, o que posso dizer é que nosso alien está longe de ser assim, ele é um “homão” gato e bem sedutor que apesar de seu jeito marrento, com certeza vai roubar muitos corações, haha.

Katy tem 17 anos, mora com a mãe e atualmente vive em Ketterman, uma cidadezinha no meio do West Virgínia. Anteriormente ambas moravam na Flórida, mas devido a morte do marido e muitas lembranças, a mãe da jovem decidiu que era hora de recomeçar.

Katy possui um blog literário e além do amor que tem pela leitura, adora jardinagem. Logo nos primeiros dias, aproveita que sua mãe está indo trabalhar e a pedido da mesma resolve conhecer os vizinhos e pedir a indicação acerca do supermercado, já que os armários estão vazios. Ela se surpreende ao se deparar com Daemon, um rapaz muito bonito e o melhor ou pior, está sem camisa. Sem conseguir disfarçar, a mesma se impressiona e devido a isso, o jovem se aproveita para provocá-la. Irritada com o encontro, Katy vai até o supermercado e
esbarra com Dee, irmã de Daemon. Ela ao contrário dele, é super simpática e é inclusive desse primeiro encontro que começa a surgir uma grande amizade.

Dee gosta muito de Katy e quer ser sua amiga, mas Daemon não concorda e é difícil para a última lidar com o mesmo já que ela se sente ao mesmo tempo atraída e irritada quando está em sua presença. Diante do comportamento do irmão, Dee esconde as chaves do carro do mesmo e diz que apenas o entregará caso ele se desculpe com a vizinha e sem muitas escolhas ele acaba convidando-a para um passeio.

“Dee não costuma gostar de estranhos. Nenhum de nós gosta, aliás.
— Eu tive um cachorro que também não gostava de estranhos.
Daemon me encarou por um instante, e, então, riu. Era uma risada gutural e estrondosa. Boa. Gostosa. Ai, meu Deus, tive que desviar o olhar. Ele era o tipo de garoto que deixava para trás uma longa fila de corações partidos. Era problema na certa. Talvez até um problema divertido de explorar, se não fosse tão babaca.”

Entre encontros e acidentes, Katy acaba descobrindo que o casal de irmãos são na verdade alienígenas que possuem poderes especiais e vivem de forma discreta para não atraírem a atenção do governo, população e dos Arums.
Os Arums são os inimigos número 1 dos aliens, eles lhe roubam toda luz e são seres extremamente cruéis, matam os seres humanos sem a menor pena.

Aos poucos, Daemon conta mais para Katy sobre seu povo, como foi parar na Terra e um fato importante, que quando utiliza seus poderes, os humanos que estão ao redor ficam “iluminados” e os Arums conseguem visualizar e acabam se aproveitando do fato para persegui-los e assim chegar aos aliens. E é por isso que depois de utilizar seus poderes por duas vezes, Daemon tem que se manter próximo de Katy para protegê-la e diante da situação, ambos começam a sentir dificuldades para camuflar seus sentimentos.

“— Sempre achei que as pessoas mais bonitas, bonitas de verdade, por dentro e por fora, são aquelas que não têm noção do efeito que causam. — Seus olhos encontraram-se com os meus e, por um momento, ficamos ali, de frente um para o outro. — Aquelas que usam a beleza para conseguir tudo estão apenas desperdiçando o que têm. Essa beleza é passageira. É só uma casca, cobrindo nada além de sombras e vazio.”

Eu estou completamente apaixonada por esse livro, eu li em poucos dias, é surpreendente a maneira como a leitura flui, cheguei em um ponto que não sabia mais se queria prosseguir de maneira tão rápida, por saber que sentiria falta depois. Estou escrevendo essa resenha e não vejo a hora de ler a continuação, rs.

A atração entre Daemon e Katy é arrebatadora, difícil não se deixar envolver. Esse livro está sendo o meu mais novo queridinho e penso que assim como houve a fase literária envolvendo vampiros, anjos, zumbis, agora é a hora dos aliens. Durante a leitura, senti a mesma emoção e paixão de que quando li a série “Crepúsculo” e a série “Hush Hush”, por isso recomendo fortemente para os fãs das respectivas.

Segundo o site goodreads, a saga possui ao todo 5 livros e 5 spin-offs. Já sinto que vou me apegar e que será mais uma saga inesquecível!

Boa leitura, beijos!