Resenhas

[Resenha] Never Never – Colleen Hoover e Tarryn Fisher (Série Never Never #3)

By on 21/03/2016

Oii, boa noite leitores!

Enfim, terminei de ler o último livro da série “Never Never”, das autoras Colleen Hoover e Tarryn Fisher. Nem senti a leitura passar, não somente por causa de ser um livro curto, como também queria saber logo o desfecho, afinal, depois de dois livros com tantos mistérios e poucas respostas, eu necessitava saber qual era a verdade por trás da falta de memória do casal.

Silas consegue encontrar Charlie antes das 48 horas, como não possuem muito tempo, se reúnem com Landon e se preparam com anotações e informações de tudo que pode vir a ser importante. Depois das 48 horas, o inesperado ocorre, Silas se mantém com suas últimas recordações, mas Charlie não e para não assustá-la, decide fingir que também está da mesma forma, com isso se juntam a Landon,irmão do mesmo e Janette, irmã da mesma e partem rumo a prisão onde o pai das meninas estão.

“-O que você mais teme esquecer?-Ele pergunta.
Abro os olhos.-Você.”

Com poucas informações e muitas dúvidas, Charlie começa a interrogar seu pai, quer saber se o que está ocorrendo consigo é relacionado a ele ou a qualquer pessoa que conheça. Depois de uma discussão, ela passa a conhecê-lo realmente e descobre que tem uma irmã, irmã essa que estava ajudando a mantê-la presa. Apesar da situação toda, o casal anota tudo que pode ser importante para quando completar as 48 horas e se preparam para a falta de memória. Em meio ao medo de passarem a vida toda nesse ritual decidem aproveitar o tempo que possuem para se conhecerem melhor e até mesmo se apaixonarem novamente. Será o amor a resposta para as perguntas abordados nesse thriller?

“-Eu poderia passar todos os dias te conhecendo de novo, Charlie, e não me cansaria disso.”

neverneverresenha2

Eu gostei muito da interação das duas autoras, elas conseguiram esquematizar um cenário e um enredo capaz de conquistar e instigar. Eu fiquei o tempo todo tentando adivinhar e juntando as peças para obter um resultado e confesso que em parte me chateei por achar que se tratava de algo maior, não que seja pouco, mas diante de tanto mistério e suspense acerca do casal, queria mais, talvez poderia até se repetir com os filhos, não sei, algo a mais para temperar,rs.

De qualquer forma eu recomendo a leitura a todos, é empolgante, bem fluida e rápida. Ah, não posso deixar de mencionar a criatividade envolvida nas capas dos livros, no primeiro temos as duas mãos separadas, simbolizando os dois juntos, no segundo apenas uma mão, significando a distância que enfrentaram e no último as duas unidas, é algo simples, mas muito representativo.

Boa leitura, beijos! ♥

Continue Reading

Sinopses

Um Casamento Adorável – Renata Varela

By on

Oii, boa tarde leitores!umcasamento

Dias atrás vi um post sobre o último lançamento da autora Renata Varela e como já li “Paris no Dia dos Namorados” e adorei a escrita, achei que seria uma ótima indicação de livro nacional, ainda mais por se tratar de uma romance de época.  Esse gênero é adorável, estou super curiosa para conhecer a história.

“Edward Crane está confortável em sua vida de solteiro.
Charlotte Macclesfield está em sua primeira temporada, não necessariamente buscando um marido, mas aberta às possibilidades.
Quando ela conhece o herdeiro da família Crane, não imagina o que pode acontecer em sua vida calma de filha mais nova. A partir de um encontro caloroso, o início desse romance de desenrola, com muitos suspiros, algumas desavenças e risos apaixonados.”

 

Alguns capítulos estão disponíveis no Wattpad e para quem se interessar, é possível comprar o livro pela Amazon.

Boa leitura, beijos! ♥

Continue Reading

Resenhas

[Resenha] Nunca Jamais – Colleen Hoover e Tarryn Fisher (Série Never Never #2)

By on

Oiii, boa tarde leitores!

Terminei de ler a continuação de “Nunca Jamais” na sexta e poxa, imaginei que descobriria algo sobre o que realmente aconteceu ao casal Silas e Charlie, mas não há pistas, apenas mais mistérios. A história de “Nunca Jamais” é bem curta, você nem sente o tempo passar.

Silas acorda e percebe que perdeu a memória, não sabe quem é ao certo e se sente muito perdido. Está sentado no carro e não consegue entender o por que, mas ao contrário de Charlie, ele encontra vários papeis esclarecendo o que aconteceu e pode assim tirar dúvidas como quem ele é e informações básicas.Tentando disfarçar ao máximo, ele começa a procurar Charlie, segundo as anotações ela sumiu antes ele poder contar suas últimas descobertas, ou seja, ela pode estar em qualquer lugar completamente perdida, em perigo e ele é o único que pode ajudá-la.

“Sim, eu amo você, mas agora eu estou apaixonado por você. E, em vez de olhar para você como se fosse apenas a minha melhor amiga, agora você é a minha melhor amiga que eu quero beijar. E sim, eu te amei como um irmão ama sua irmã. Mas agora eu te amo como um cara ama uma garota.”

Tentando repassar tudo que leu, Silas começa a investigar, o problema maior é ter que lidar com pessoas que ele nem sequer sabe quem são e também não poder contar para ninguém o que está lhe ocorrendo.

“Você me disse uma vez que o excesso de bondade na vida de uma pessoa atrofia seu crescimento. Você disse que a dor é necessária, porque para que uma pessoa tenha sucesso, eles devem primeiro aprender a conquistar adversidade. E isso é o que você faz… você entrega a adversidade onde você vê que precisa. Talvez você faça isso para ganhar respeito. Para intimidar. Quaisquer que sejam suas razões, eu não posso fazer isso. Eu não posso ver você rasgar as pessoas a fim de construir-se.
Eu prefiro amar você dentro do meu coração a te desprezar às claras.”

E é entre desconfianças e medos que Silas vai fazer de tudo para encontrar Charlie e tentar entender de uma vez por todas o porque de ter sua memória parcialmente apagada a cada 48 horas e até mesmo desvendar um pequeno mistério a respeito das palavras “Nunca Nunca” que são sempre utilizadas por ele e Charlie nas cartas trocadas.

“Querida Charlie Baby,
Você fica realmente com raiva quando está com fome. Você fica nervosa. É como se você não fosse a mesma pessoa. Nós podemos guardar algumas barras de granola em sua bolsa ou algo assim? É só que eu me preocupo com as minhas bolas. Os caras estão começando a dizer que eu estou domado. E eu sei que é isso que parece. Corri como um louco para que você tivesse um balde de frango ontem e perdi a melhor parte do jogo. Eu perdi a visão do maior retorno na história do futebol. Tudo porque eu estou com medo — tão apaixonado por você.”

neverneverresenha

Eu adorei o livro, confesso que achei um desperdício terem separado a história em três volumes, são muito curtos, não faz sentido para mim. Já aviso que é um caso típico de série que é melhor estar com ela completa para ler, pois é praticamente impossível não querer saber a continuação e os títulos são completamente dependentes uns dos outros. Infelizmente apenas o primeiro foi lançado no Brasil, assim que tiver notícias sobre os demais, aviso para vocês.

Boa leitura, beijos! ♥

Continue Reading

Sinopses

O Álbum – Timothy Lewis

By on

Editora: Novo Conceitooalbum

Páginas: 240

Para Adam, negociante de objetos usados, a casa de Gabe Alexander é apenas uma propriedade que será esvaziada e vendida pelo maior lance. Entretanto, em meio às prateleiras repletas de relíquias, um álbum antigo atrai sua atenção. Nele há cartões-postais amarelados pelo tempo, escritos ao longo de 60 anos. Intrigado, Adam começa a lê-los: eles estão cheios de frases românticas e delicadas, as provas do amor incondicional entre Gabe e Pearl Alexander.

Gabe cuidava para que um cartão chegasse às mãos de Pearl todas as sextas-feiras. Cada um deles possui não apenas um poema, mas verdades preciosas sobre o cotidiano de um casal que viveu um sonho. A soma de todas essas verdades talvez responda perguntas que Adam se faz há muito tempo.

Se interessou pela história?

Leia um trecho: O Álbum.

Boa leitura, beijos! ♥

Continue Reading